Escola Vivencial MCC – Bilac – 21/05/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Noite de domingo, 21.05.2017, após o encerramento da celebração da santa missa na Igreja Matriz, cursilhistas, parentes e amigos se dirigiram ao salão paroquial para recepcionar as neo-cursilhistas Bruna, Ana, Bini e Ana Marta, frutos do 42° cursilho para mulheres da diocese de Araçatuba.

086Bastante emocionadas, elas compartilharam com os presentes as experiências vividas na casa São Paulo, como também a expectativa de cada uma para o 4° dia.

Preparamos comunitariamente, com amor e carinho, uma pequena confraternização, com direito a salgadinhos e refrigerantes, para festejar com alegria esse momento importante do MCC, pois acreditamos no êxito das sementes lançadas.

Que as novas cursilhistas sejam perseverantes e não deixem apagar a chama que se acendeu na vida de cada uma, fazendo brilhar os ambientes onde elas se fizerem presentes.

Paz e bem!!!

Saudações De Colores!!!

José João Ricardo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Bilac – 16/05/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Terça-feira, 16.05.2017, iniciamos nosso encontro com a leitura dos cursilhos que serão realizados no Brasil e no mundo, neste final de semana, com destaque especial para o 42° cursilho para mulheres da nossa diocese de Araçatuba, pedindo orações em alavancas, para que todos alcancem os objetivos desejados.

Proclamamos e comentamos o evangelho de Jesus Cristo (Jo 14,27-31).

IMG_20170516_202744020

Na sequência, este que vos escreve, falou sobre o tema: VELHO ou ANTIGO: Quem vale mais?

No dicionário, encontramos:

  • Velho” significa: aquilo que se deteriorou ou gastou pelo uso, desatualizado, obsoleto.
  • Antigo” significa: algo que existe há muito tempo, que vem de longa data e que se conserva.

Na família:

  • Velho” está relacionado a várias coisas reprovadas por Deus, como a discórdia,  a opressão, a violência, o desentendimento, a ofensa e abandono, atitudes que provoca a separação; portanto, devem ser esquecidas e deixadas no passado.
  • Antigo” é exatamente o oposto, alegra o coração do Senhor, ou seja, está relacionado ao amor, a generosidade, o entendimento, o diálogo, o carinho e acolhimento, atributos que fortalece a união;  portanto, devem continuar sempre norteando nossas vidas.

Na vida social, em nossas casas, mesmo que esporadicamente, é normal fazermos limpezas das coisas velhas que se tornaram inúteis e não servem mais para nada, com o objetivo de liberarmos espaços para as coisas novas. Essa providência se faz necessária, pois do contrário, no futuro poderemos ter problemas de locomoção em nossas próprias moradias.

Na vida espiritual, também não é diferente, temos que estar sempre atento com relação as nossas atitudes, examinar as nossas consciências, entrar no nosso interior e arrancar as coisas velhas, como o rancor, a raiva e o egoísmo, liberando espaço para o novo; o perdão, o amor e a solidariedade, atributos que enaltece nossas almas e faz de nós melhores cristãos.

Na bíblia, o novo testamento somente pode ser completamente entendido quando é visto como cumprimento dos eventos, personagens, leis, sistema de sacrifício, alianças e promessas do antigo testamento, como exemplifica o capitulo 53 do livro de Isaías, que relata a vinda do Messias.

Nos tempos atuais, com o avanço da tecnologia, as coisas se tornam velhas com muita facilidade, o que era última geração ontem, hoje já está superado e tornou-se obsoleto (velho). Neste contexto, com as facilidades de compras oferecidas, muitas pessoas pelo desejo de estarem supostamente atualizadas, ou apenas por uma questão de aparência social, mesmo não sendo necessário, são levadas pelo impulso a adquirirem algo supérfluo, contraindo dívidas acima de suas possibilidades econômicas.

deste modo podemos dizer que os pensamentos de Jesus são antigos, mas continuam e continuarão eternamente sendo novos.

Reflexão: Muitos empregados querem ser empresários, muitos empresários querem ser políticos, muitos políticos querem ser reis, muitos reis querem ser deuses, mas para espanto das ciências humanas, o único homem que foi chamado de filho de Deus queria ser servo. Augusto Cury.

Paz e bem a todos!!!

José João Ricardo

Humildade

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

HUMILDADE

Nesta última terça feira, 16/05/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo em Alavanca a celebração da Santa Missa (presidida por padre Fernando), aos Cursilhos que ocorrerão no próximo no fim de semana, no Brasil e no mundo, e em especial ao 42º Cursilho de Mulheres de nossa Diocese. Foram lembrados os aniversariantes da semana.

Na homilia, padre Fernando falou que o evangelho da liturgia de hoje (Jo 14, 27-31)  nos fala de paz e alegria. Disse que mesmo que na vida cotidiana seja difícil encontrar a paz e a alegria, Jesus Cristo as traz para nós. Para isso, temos de ter Cristo no coração e seguir o exemplo de Paulo, conforme anunciado na primeira leitura (At 14, 19-28) que, mesmo tendo sido apedrejado, levantou-se e saiu para pregar o evangelho em companhia de Barnabé, encorajando os discípulos a permanecerem firmes na fé, dizendo-lhes:

“É preciso que passemos por muito sofrimento para entrar no reino de Deus”.

Na sala de mensagens, foram dados os avisos pelo Rodrigo:

  • Alavanca coletiva para o 42º Cursilho de Mulheres – vista ao Sacrário por uma hora, em diversos horários conforme disponibilidade de cada um; missa de entrada e encerramento do cursilho;
  • Ultreia diocesana, dia 03/06, em Piacatu;
  • Arraiá de São Pedro, dia 01/07, na fazenda Cristo Rei;
  • Cursilho de Jovens, no período de 20 a 23.07.2017.

Em continuidade, foi feita a comunicação “Humildade”, pela irmã cursilhista Cecília Rigamonti. Iniciou definindo humildade como ausência de orgulho, modéstia, simplicidade (Dicionário Aurélio) e que “humildade é uma virtude dos autênticos campeões”.

IMG-20170517-WA0003

Cecilia fala sobre a “Humildade

Todavia, é na Palavra de Deus e no Catecismo da Igreja Católica que tem buscado se inspirar para ser humilde, e adotar a humildade como regra de vida. Disse que falar de humildade é fácil, mas é preciso estar bem atentos para não praticarmos alguns atos que nos envaideçam, pois assim não seremos humildes.

Para sermos humildes, temos de imitar a Cristo, e a Palavra nos dá vários exemplos de sua humildade. Leu e comentou a passagem da Carta de São Paulo aos Filipenses, capítulo 2º,  versículos 1 a 8:

1 Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afetos e compaixões, 2 Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. 3 Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. 4 Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. 5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, 7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; 8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.

Para sermos humildes, temos de imitar o Mestre. E também seguir o exemplo de Maria, que se fez humilde, aceitou a Vontade de Deus e esteve pronta para servir: Foi às pressas à casa de Isabel…

A humildade é perfeita quando fazemos o bem, mas não desejamos contar a ninguém o que fizemos. Somos tentados, sim, a contar pelo menos a uma pessoa, para que ela conte para outros; gostamos de receber elogios, mas os elogios envaidecem, esvaziam nossa vida.

Testemunhou que não tinha experiência de falar em público, e um dia recebeu um convite para falar sobre Maria em um encontro de casais. E que hoje, sempre que vai falar sobre ela, não quer que a elogiem. Somente pede à Maria que pelo menos uma pessoa seja tocada pelo seu coração. Certa vez, após sua mensagem, aproximou-se da imagem de Nossa Senhora das Graças que fica no pátio da Casa São Paulo e viu que haviam colocado um maço de cigarros e uma caixa de fósforos aos pés da imagem. Inicialmente, não entendeu aquilo, mas no silêncio entendeu que Maria havia tocado no coração de alguém para que deixasse de fumar.

Na nossa vida, temos de aprender a agir com humildade, compreender que precisamos sim uns dos outros, deixar de lado nossa autossuficiência. Aprender que, diante da grandeza e misericórdia de Deus, nós não somos nada.

Como novo exemplo de humildade, fez a leitura dos versículos 1 a 13, capítulo 3º do livro Atos dos Apóstolos. Nessa passagem, Pedro cura um paralítico em nome de Jesus Cristo (Não tenho ouro nem prata, mas em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda). E aos que acorreram a ele e a João, após o milagre, Pedro disse:

Por que vos maravilhais disto?

Por que olhais tanto para nós, como se por nossa própria virtude ou santidade fizéssemos este homem andar?

E pela fé no nome de Jesus; sim, a fé que vem por Ele, é que deu a este, na presença de todos vós, esta perfeita saúde.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins – Abril de 1988

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Birigui – 10/05/2017

Escola Vivencial MCC – Birigui

Mensagem: Pós Cursilho

Mensageiro: Luiz Antônio (cidade de Piacatu)

IMG-20170516-WA0007

Evangelizar é preciso, é preciso levar a luz, tenho que sair do meu pequeno espaço e expandir a evangelização.

Sem pós cursilho não existiria o pré-cursilho.

Pós-cursilho é o ponto de chegada no ponto de largada. É o ponto de largada para uma longa caminhada, sendo esse tempo de construir a própria perseverança.

A Ultréya impulsiona os grupos, que impulsionam os indivíduos aos afastados.

Pós-cursilho e a Escola Vivencial devem caminhar juntos, pois aquilo que foi semeado no cursilho, na escola regamos e cultivamos.

A dinâmica do Movimento de Cursilhos de Cristandade é uma Igreja em saída. 

   “Eu não quero uma Igreja tranquila. Eu quero uma Igreja missionária” ( Papa Francisco )

Jaqueline Alves

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro – 15/05/2017

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro

Nesta segunda-feira, 15/05/2017, nossa irmã em Cristo Célia, fez a reflexão do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 14, 21-26.

101_0274

Segundo o evangelista, o amor a Jesus Cristo se manifesta no acolhimento dos seus mandamentos e na observância dos mesmos. Com isso, percebemos que Jesus não quer a submissão do homem a Ele, mas comunhão do homem com Ele.

Quando o homem acolhe os seus mandamentos, na verdade está descobrindo os valores que são o Seu fundamento e assumindo esses valores como causa primeira da sua felicidade.

Assim, a observância dos mandamentos não significa mera obediência, mas caminho para a construção da felicidade pessoal e comunitária, e este caminho é perfeito porque tem a sua origem no próprio Deus.

E, ao final da comunicação, as crianças fizeram uma homenagem às mães.

101_0287

De Colores

Jovania

Este slideshow necessita de JavaScript.

Alavanca – Cursilho 42 para Mulheres

Grupo Executivo Diocesano

Movimento de Cursilhos de Cristandade

Diocese de Araçatuba

Irmãos e irmãs cursilhistas

Os trabalhos do 42º Cursilho para Mulheres da Diocese de Araçatuba iniciaram-se, no último sábado (14/05), com a reunião preparatória das responsáveis que aconteceu na Paróquia São Braz e São Benedito, na cidade de Birigui.

A partir daquele instante, o blog se juntou às mulheres de Cristo e agora, também vem convidar você que mantem incandescente o coração aceso pela chama do Amor de Jesus, a fazer o mesmo, permanecendo neste período em oração à São Paulo Apóstolo e Nossa Senhora das Graças, rogando a intercessão junto a Nosso Senhor, para fortalecer o humilde trabalho das responsáveis deste Cursilho, para que concluam suas tarefas de forma plena e em especial, permitindo que o dom da proclamação da Palavra se revele pelas mensageiras orientando as neo-cursilhistas para o SIM do convite de CRISTO RESSUSCITADO que já bateu à porta do coração de cada uma delas, por intermédio de seus padrinhos e madrinhas.

Assim, una-se ao pessoal do blog e juntos oremos, rogando à Nossa Senhora de Fátima que interceda ao Pai pelo bom exito deste Cursilho para mulheres.

web-our-lady-of-fatima-statue-direct-front-antoine-mekary-aleteia1

Santíssima virgem que nos montes de Fátima Vos dignastes a revelar a três humildes pastorinhos os tesouros de graças contidas na prática do vosso Rosário, incuti profundamente em nossa alma o apreço, em que devemos ter esta devoção, para Vós tão querida, a fim de que, meditando os mistérios da nossa Redenção que neles se comemoram, nos aproveitemos de seus preciosos frutos e alcancemos a graça, que Vos pedimos nesta oração, se for para maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas. Assim seja..

Que cada novo acesso, una o visitante, mais e mais, ao pessoal que acompanha o Blog on-line e assim, permaneçamos juntos em oração, nestes dias que antecedem o inicio (19/05, sexta-feira, às 19:00 h) desta grande experiência Vivencial Cristã, permanecendo em Alavanca até o momento de seu encerramento (21/05, domingo, às 19:00 h).

Por gentileza, deixe seu nome, cidade e cursilho junto aos comentários como intenção nesta alavanca, para que possa ser apresentado às mulheres renovadas pelo Amor de Cristo que sairão deste 42º Cursilho para Mulheres da diocese de Araçatuba.

Jorge Tadeu Abrahão
Responsável Blog MCC da Diocese de Araçatuba

Escola Vivencial MCC – Murutinga do Sul – 14/05/2017

Escola Vivencial MCC – Murutinga do Sul

Hoje, 14/05/2017, dia das mães, a coordenação do Lar dos Idosos juntamente com o MCC de Murutinga do Sul, fez uma singela homenagem às mamães residentes do lar.

20170514_103755

Uma simples florzinha, mas com muito amor!

20170514_102536

Feliz Dia Das Mães!!!

Que a nossa mãezinha do céu esteja sempre protegendo todas vocês mamães tão importante para nós.

Drieli

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Guaraçaí – 13/05/2017

Escola Vivencial MCC – Guaraçaí

Hoje, mais uma vez alguns cursilhistas do MCC visitaram o asilo, fazendo oração e tomando lanche juntamente com eles.

18403317_646223372249195_8533088407761780985_n

É um momento muito gratificante.

Desejo a todas mães que lá estão e a todas as funcionárias um feliz e abençoado dia das mães 13/05/017

FELIZ DIA DAS MÃES

Valdira Martins

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Murutinga do Sul – 13/05/2017

Escola Vivencial MCC – Murutinga do Sul

Neste sábado, 13 maio de 2017, dia de Nossa Senhora de Fátima, para ajudar nas despesas do lar dos idosos, participamos do trabalho para mais uma tradicional Frangada de nossa paróquia.

20170513_084914

Parabéns a todas as mães … sempre trabalhando!

Aproveitamos para carinhosamente agradecer as mães presentes, pelo carinho e dedicação delas ao MCC e nossas atividades.

Com um bolo comemoramos o dia das nossas mamães cursilhistas.
Drieli

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nota de Falecimento – Brandão – 13/05/2017

nota de falecimento

É com profundo pesar que informamos a todos os irmãos em Cristo que hoje, 13/05/2017, na cidade de Coroados faleceu o cursilhista conhecido carinhosamente como Brandão.

brandão

O corpo será velado das 8 às 11 no velório de Coroados e depois seguirá para cidade de Rinópolis onde será sepultado às 17:00.

Para nós cristãos, a morte não é o fim em si mesma, mas o começo de uma nova vida junto do Pai que nos criou por Amor.

Nossos sentimentos à família.

Eliana Marques e Equipe do blog …. e de todas as pessoas que na Casa de são Paulo tiveram seu encontro em Cristo ressuscitado.

Escola Vivencial MCC – Coroados – 10/05/2017

Escola Vivencial MCC – Coroados

Nesta quarta-feira, 10/05/2017, nos reunimos com a graça e o amor de Cristo para mais um encontro semanal da escola vivencial.

IMG_8808

Relembramos sobre a importância da campanha da fraternidade e que os nossos biomas e diversidades devem ser compartilhadas e preservadas.

Nessa luta a favor da vida, estão envolvidos as diferenças culturais, econômicas e, principalmente, a solidariedade que nos faz mostrar a presença de Deus no outro irmão.

Não só a campanha da fraternidade, mas qualquer trabalho em favor da vida só terá sentido e resultado quando descobrirmos e aceitar que juntos somos mais e fazemos a diferença.

Eliana Marques

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Murutinga do Sul – 09/05/2017

Escola Vivencial MCC – Murutinga do Sul

Nesta terça-feira, 09 de maio de 2017, realizamos nossa escola vivencial no lar dos Idosos.

20170509_211006

Iniciamos com nosso irmão Euclides (Cridão) lendo o evangelho do dia e fazendo uma reflexão sobre ele.

Nossa comunicação foi com Josiane (Enfermeira Padrão), a responsável pela parte técnica da entidade, que nos passou como está a administração do lar e como funciona sua parte profissional;

A coordenação do Lar dos Idosos é do MCC de Murutinga do Sul.

Logo após a aula, discutimos alguns assuntos do movimento e também sobre os detalhes da “Frangada em Prol do Lar” que iremos preparar no próximo sábado (13 de maio).

Drieli

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Bilac – 09/05/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Terça-feira, 09.05.2017, como de costume, iniciamos o nosso encontro com a leitura dos cursilhos que serão realizados no Brasil e no mundo, neste final de sema. Invocamos a presença do Espírito Santo, proclamamos  e comentamos o evangelho do dia ( João 10,22-30).

Na sequencia, o senhor Lauro, um dos cursilhistas mais experientes e muito perseverante de nossa escola vivencial, falou-nos sobre o tema: SER MISSIONÁRIO.

IMG-20170510-WA0055

O nosso maior exemplo de missionário é o próprio Jesus que, nas limitações do Seu tempo, visitou vários lugares, perdoando pecados, visitando doentes e apresentado à boa nova de Deus para todos, passando posteriormente essa missão aos discípulos, com a seguinte recomendação:

Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda a criatura. (Mc 16, 15)

Nós cristãos (e como cursilhistas), membros da Igreja, somos os seguidores dos discípulos e, como tais, temos a missão de apresentar o reino de Cristo e de Deus no trabalho, na escola, na comunidade e todos os lugares por onde passarmos.

No contexto evangelizador, o papa Francisco pede uma igreja “em saída”, onde todos nós somos chamados a esta nova mentalidade missionária. Cada cristão e cada comunidade há de discernir qual o caminho que o Senhor lhe pede, mas todos são convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do evangelho.

“Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” (1 Coríntios 9:16)

Paz e bem a todos!

José João Ricardo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sede misericordiosos como vosso pai é misericordioso. (Lc 6, 36)

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Sede misericordiosos como vosso pai é misericordioso. (Lc 6, 36)

Nesta última terça feira, 09/05/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo em Alavanca a celebração da Santa Missa (presidida por padre Fernando), aos Cursilhos que ocorrerão no próximo no fim de semana, no Brasil e no mundo. Foram lembrados os aniversariantes da semana.

Na homilia, padre Fernando falou que a liturgia do dia nos revela três ensinamentos importes: o primeiro é que ninguém pode ser excluído de receber a mensagem do Evangelho, Jesus nos fala da universalização da Boa Nova a todas as pessoas, sem restrições; o segundo ensinamento é a mensagem de Jesus, o Bom Pastor – iniciada com a celebração do último domingo: todos nós devemos nos deixar conduzir por Jesus Cristo; o terceiro ensinamento é que devemos estar sempre unidos a Cristo, assim como Ele está unido ao Pai.

Na sala de mensagens, foram dados os avisos pelo Luís Henrique, dentre os quais destacamos:

Reunião preparatória com as candidatas ao 42º cursilho para mulheres: será no próximo dia 15, às 20 horas, na Paróquia Imaculado Coração de Maria;

Doação de sangue: necessidade de os doadores de sangue procurarem o Hemocentro de Araçatuba, considerando a escassez da reserva de bolsas de sangue;

Agradecimento pelo sucesso da Ação Solidária (venda de frango assado, promoção do GED).

Em continuidade, foi feita a comunicação “Sede Misericordiosos como Vosso Pai é Misericordioso”, pela irmã cursilhista Jovânia, da cidade de Gabriel Monteiro, que esteve acompanhada de seu marido Marcos e de suas duas filhas, Mariana e Talita.

Desenvolveu sua comunicação com citações sobre a Misericórdia, encontradas na Bíblia Sagrada, no Ano Santo da Misericórdia (2016) e em textos do Papa Francisco (Laudato Si).

No Evangelho de São Lucas, encontramos, no capítulo 15, três parábolas sobre a Misericórdia: a Ovelha Perdida, a Moeda Perdida e o Filho Pródigo (O Pai Rico em Misericórdia), conhecidas como o coração do Evangelho.

Nas três parábolas, algo é perdido, mas encontrado.

Na parábola da ovelha, o pastor sai à procura da ovelha que se perdeu; na parábola da moeda, a mulher a procura até encontrá-la. Na parábola do filho, o Pai não vai atrás do filho, respeita sua liberdade. O Pai respeita a nossa liberdade. Todavia, fica sempre a espera do filho perdido, está sempre à nossa espera.

Também fez uma análise o quadro de Rembrandt, que representa a parábola do Filho Pródigo. Na interpretação da obra, conhecemos o Amor de Deus por nós – Pai Amoroso que nos enxerga com o coração.

A ênfase à comunicação da Misericórdia fundamentou-se com a reflexão sobre as Obras de Misericórdia, corporais e espirituais.

As obras de misericórdia corporais são:

1ª Dar de comer a quem tem fome;

2ª Dar de beber a quem tem sede;

3ª Vestir os nus;

4ª Dar pousada aos peregrinos;

5ª Assistir aos enfermos;

6ª Visitar os presos;

7ª Enterrar os mortos.

As obras de misericórdia espirituais são:

1ª Dar bom conselho;

2ª Ensinar os ignorantes;

3ª Corrigir os que erram;

4ª Consolar os aflitos;

5ª Perdoar as injúrias;

6ª Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo;

7ª Rogar a Deus por vivos e defuntos.

Para cada obra refletida, Jovânia testemunhou com sua própria vida, sua convivência familiar e social e com reflexões importantíssimas sobre nosso comportamento e vivência no dia a dia.

Profundas reflexões sobre nossas atitudes:

Somos misericordiosos?

Seguimos de fato Jesus Cristo?

Praticamos obras de misericórdia?

Estamos disponíveis para o trabalho de levar Jesus Cristo aos nossos semelhantes?

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins – Abril de 1988

Item Material Utilizado LINK (s)
1 Powerpoint Sede misericordiosos como o vosso Pai

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro – 08/05/2017

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro

Nesta segunda-feira, 08/05/17, recebemos com muita alegria em nossa Escola Vivencial, o Padre Jefferson Antônio, vigário da Paróquia são João Batista e São Judas da cidade de Araçatuba, que fez uma belíssima comunicação sobre “300 ANOS DA APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA”.

101_0228

Padre Jefferson fala sobre os “300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida

A devoção à Virgem Maria, sob o título de Nossa Senhora da Conceição, chegou ao Brasil com a frota de Pedro Álvares Cabral. Vinda a bordo da nau “Santa Maria”, uma imagem de Nossa Senhora sob essa invocação aportou nestas terras a 22 de abril de 1500, uma vez que a intercessão da Mãe de Deus era muito invocada pelos navegantes como certeza de segurança, saúde, bem-estar e consolo para as aflições.

A região paulista do vale do Paraíba, que a partir de 1600 fora caminho para valentes bandeirantes e desbravadores, foi escolhida pela Divina Providência para ser o berço da devoção mariana mais querida do povo brasileiro: a Virgem Aparecida.

O encontro da pequena imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida se deu entre os dias 17 e 30 de outubro de 1717, justamente quando a Vila de Guaratinguetá recebeu a visita de seu ilustre governador, o Conde de Assumar.

Assim como podemos ver no mais antigo relato, escrito por Pe. Dr. João de Morais e Aguiar – Que se encontra no Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida – 1757

“No ano de 1719, pouco mais ou menos, passando por esta Vila para as Minas, o governador delas e de São Paulo, o Conde de Assumar, Dom Pedro de Almeida e Portugal, foram notificados pela Câmara os pescadores para apresentarem todo o peixe que pudessem haver para o dito Governador. Entre muitos foram a pescar Domingos Martins Garcia, João Alves e Filipe Pedroso com suas canoas. E principiando a lançar suas redes no Porto de José Corrêa Leite, continuaram até o Porto Itaguassu, distância bastante, sem tirar peixe algum. E lançando neste porto, João Alves a sua rede de rasto, tirou o corpo da Senhora, sem cabeça; lançando mais abaixo outra vez a rede tirou a cabeça da mesma Senhora, não se sabendo nunca quem ali a lançasse. Guardou o inventor esta imagem em um tal ou qual pano, e continuando a pescaria, não tendo até então tomado peixe algum, dali por diante foi tão copiosa a pescaria em poucos lanços, que receoso, e os companheiros de naufragarem pelo muito peixe que tinham nas canoas, se retiraram a suas vivendas, admirados deste sucesso”

Em 1978, a imagem de N. Sra. Aparecida foi quebrada por um doente mental, e sua imagem se partiu em 165 pedaços. Por ocasião do atentado, a imagem foi minuciosamente estudada pelos Doutores Pietro Maria Bardi e João Marino, bem como por Maria Helena Chartuni, peritos do MASP. Por meio de tais estudos concluiu-se que a imagem foi modelada em terracota, barro tradicionalmente paulista, e primitivamente era policromada nas cores azul (manto), vermelho grená (forro) e branco (rosto e mãos). Despida das cores originais, a coloração escura foi assumida em virtude do tempo em que esteve submersa no lodo das águas e da fumaça das velas e tochas da casa dos pescadores. Depois do estudo seu corpo foi restaurado e sua unidade foi refeita.

A imagem original de Nossa Senhora Aparecida, ou seja, a retirada das águas do rio Paraíba, está exposta à veneração dos fiéis no Santuário Nacional. Com 36 cm de altura e 2,550 kg de peso, está apoiada em um pedestal de prata lavrada, nela colocado em 1875 pelo Cônego Benedito Teixeira da Silva Pinto, então pároco de Guaratinguetá. Sua cabeça, desde 1904, está ornada com uma coroa de ouro doada pela Princesa Isabel.

O culto a Nossa Senhora Aparecida iniciou-se com caráter bastante familiar, já que ao redor de sua imagem as famílias ribeirinhas se reuniam aos sábados para rezar o terço e cantar as ladainhas.

O fato desse oratório estar situado junto da Estrada Real foi providencial para a expansão da devoção a Nossa Senhora Aparecida. Além daquela ser a única estrada que conduzia às Minas e ao porto de Parati, por ali transitavam caravanas que se dirigiam às regiões centro-oeste e sul do Brasil. Desse modo, rapidamente a nova invocação mariana difundiu-se, bem como as notícias de seus inúmeros prodígios, galgando regiões longínquas, levadas pela boca de sertanistas, mineradores e tropeiros, também isso graças à intervenção divina, dadas as dificuldades de transporte e comunicação da época.

Com a aprovação do então bispo do Rio de Janeiro, Dom Frei João da Cruz, em 26 de julho de 1745, foi benta e inaugurada à primeira capela dedicada a Nossa Senhora Aparecida, construída no alto do morro dos Coqueiros.

A 16 de julho de 1930, o Santo Padre o Papa Pio XI, atendendo à solicitação do povo católico brasileiro e de seus pastores, declarou oficialmente Nossa Senhora da Conceição Aparecida como Padroeira principal do Brasil e sua especial intercessora junto de Deus.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rogai por nós

Jovania

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Piacatu – 09/05/2017

Escola Vivencial MCC – Piacatu

Nesta segunda-feira, 08/05/17, recebemos na Escola Vivencial, com muito carinho, Padre Edgard, para comunicação do dia sobre o tema: “O Sentido da Ressurreição”.

18301917_1237263899724569_1363718236256118770_n

Pe Edgard fala sobre “O sentido da ressurreição

Iniciou com uma música do Padre Mello como forma de oração. Na sequência, o sacerdote explicou que ressurreição é voltar à vida, receber um corpo corruptível e sem doenças, glorificado.

Para o cristão tudo só tem sentido a partir da ressurreição de Jesus, pois o sentido primeiro da fé é a ressurreição.

Na palavra de Deus, São Paulo fala muitas vezes sobre a ressurreição, e diz:

“Se Cristo não ressuscitou nossa pregação é vazia e também a nossa fé”.

Ressurreição significa: Iluminação, Salvação, Libertação, Paz, Vitória, Vida abundante e Vida eterna.

Ressurreição é estar com Deus.

A ressurreição é o complemento do plano de Deus: o Céu é a vida plena.

De Colores!!!

Beto e Beth

Este slideshow necessita de JavaScript.

GED – Manutenção da casa de são Paulo – Ação entre amigos – 07/05/2017

GED – Manutenção da casa de São Paulo

Ação entre amigos

18222303_951095891694544_805301772567088653_n

Força tarefa na cozinha da paróquia São Braz e são Benedito (Birigui) para assar 440 frangos na madrugada de 06/05/2017 para serem distribuídos às cidades de Gabriel Monteiro, Piacatu, Araçatuba e, também Birigui, em 07/05/2017.

Este slideshow necessita de JavaScript.