Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 18/07/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

CRESCER NA CARIDADE CONJUGAL

“A graça do sacramento do Matrimônio destina-se, antes de mais nada, em aperfeiçoar o amor dos cônjuges.” (1Cor 13, 2-3)

Nesta terça feira, 18/07/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo em Alavanca orações e partilha do Evangelho Mt 11, 20-24 (liturgia do dia) aos Cursilhos que ocorrerão no próximo no fim de semana, no Brasil e no mundo. Foram lembrados os aniversariantes da semana.

No evangelho, Jesus censura as cidades por não terem se convertido, mesmo tendo visto os milagres que Ele realizara. Essa censura se dirige a todos nós, individual e comunitariamente. “Ai de ti, Corazin! Ai de ti, Betsaida”.

Essa advertência se estende a cada um de nós e aos grupos e comunidades a que pertencemos. Jesus afirma que haverá misericórdia no juízo final: “Tiro e Sidônia serão tratados com menos dureza de que vós”! A conversão nos tornará merecedores da ternura e misericórdia de Deus.

Na sala de mensagens, Rodrigo:

  • Informou e convidou a todos para participarmos da entrada e encerramento do Cursilho de Jovens. A entrada será no dia 20, às 19:00 horas, e o encerramento no dia 23, às 18:30h.
  • Também faremos nossas alavancas para o bom êxito desse cursilho. José Leite informou que no sábado rezaremos em alavanca o terço, na Paróquia Imaculado Coração de Maria, às 7 horas da manhã.

Em seguida, Milena e Wellington fizeram a comunicação do tema “Crescer na caridade conjugal”, com base no capítulo IV da Exortação Apostólica Amoris Laetitia do Santo Padre Francisco.

dcb7b92c-0940-4958-ae7a-56526d921a7b

Esta parte da Exortação fundamenta-se na carta de São Paulo aos Coríntios, capítulo 13, versículos 4 a 7. Nesse hino à caridade, encontram-se as características do amor verdadeiro:

«O amor é paciente, o amor é prestável; não é invejoso, não é arrogante nem orgulhoso, nada faz de inconveniente, não procura o seu próprio interesse, não se irrita, nem guarda ressentimento, não se alegra com a injustiça, mas rejubila com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta»1Cor 13, 4-7).

O significado do texto de São Paulo e a sua aplicação a cada família foram tratados pelo casal Milena e Wellington com citação de trechos da Exortação e de passagens bíblicas, aprofundados pelo seu testemunho de vida conjugal.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins / Abril 1988

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 11/07/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

A Messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi, pois, ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita! (Mt 9, 37-38)

Nesta terça feira, 11/07/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo em Alavanca orações e a partilha do Evangelho de Jesus Cristo do dia em Mt 9, 32-38, aos Cursilhos que ocorrerão no próximo fim de semana, no Brasil e no mundo. Também foram lembrados os aniversariantes da semana.

Na capela interna da Casa, Cecília dirigiu as orações e recordou que a liturgia do dia celebra a memória de São Bento de Núrcia, rezando a Oração da Medalha de São Bento.

Na partilha do Evangelho, feita por diversos irmãos e irmãs, a Palavra do Senhor nos mostra Jesus de coração aberto ao acolhimento das pessoas, principalmente aos necessitados.

Após as reflexões, cantamos parabéns pelo o aniversário natalício de Vilani e pelos 43 anos de matrimônio do casal Waldemir e Eunice, ela responsável pela comunicação do dia, irmãos residentes em Birigui.

Na sala de mensagens, Luís Henrique:

  • Agradeceu a todos pela participação na Festa Junina e apresentou resultado financeiro aproximado. Disse que os agradecimentos já foram feitos na semana passada, mas que reforçava o agradecimento.
  • Lembrou a reunião preparatória do Cursilho de Jovens, no dia 15/07 à tarde, na Casa São, da qual devem obrigatoriamente participar todos os convocados para o Cursilho.
  • Comunicou que no dia 17/07, às 20 horas, na paróquia Imaculado Coração de Maria, acontecerá a reunião preparatória dos jovens candidatos ao Cursilho, reunião da qual devem participar todos os convocados para trabalhar no Cursilho.
  • Alavancas: todos devemos intensificar os atos de oração em oferecimento ao bom êxito do Cursilho de Jovens.

Na sequência, Eunice fez a comunicação “São Paulo Apóstolo – o Missionário”.

90c73cf4-82d4-4b6d-b27f-08f59562797f

O apóstolo, apaixonado por Jesus, vive totalmente por Ele. Da alegria do encontro com Cristo, Paulo contagia e impulsiona a todos no seguimento de Cristo. Apresentou passagens da vida de Paulo, as contradições que se lhe apresentavam, as urgências de evangelização (Ai de mim se eu não evangelizar), o seu esforço missionário, os perigos sem conta pelos quais passou.

Foi do seu encontro pessoal com Cristo que ele passou a orientar várias comunidades, deixando as Cartas que fazem parte do Novo Testamento.

Para entender os ensinamentos de Paulo, temos de entender a Cruz de Cristo, ou seja, sua Morte e Ressurreição.

Ao final, apresentou um resumo das mensagens de cada uma das cartas cuja autoria é atribuída ao apóstolo Paulo.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins / Abril 1988

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 04/07/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

‘Por que tendes tanto medo, homens fracos na fé?’ (Mt 8, 26)

Nesta terça feira, 04/07/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo em Alavanca orações e a partilha do Evangelho de Jesus Cristo do dia em Mt 8, 23-27, aos Cursilhos que ocorrerão no próximo fim de semana, no Brasil e no mundo. Também foram lembrados os aniversariantes da semana.

Na partilha do Evangelho, feita por diversos irmãos e irmãs, a Palavra do Senhor nos motivou a confiar em Jesus, a ficarmos tranquilos diante das dificuldades e desafios da vida. Alguns dos que estavam na barca eram pescadores e tinham a prática de remarem no mar, mas ficaram apavorados com a tempestade e se esqueceram de que Jesus estava na barca com eles.

Jesus lhes chama a atenção:

“por que vocês tem tanto medo, homens fracos na fé”?

Na vida diária, somos fracos na fé, temos medo e nos esquecemos de Jesus. É preciso a superação do medo, entregar nossa vida a Jesus e aderirmos a Ele. O seguimento de Jesus não deve ocorrer apenas nos bons momentos, mas em todas as situações da nossa vida.

fe8304c8-aa66-4472-8636-6ca0239e8146

Na sala de mensagens, Rodrigo:

  • Agradeceu a todos pela participação massiva na Festa Junina e apresentou resultado financeiro aproximado, considerado satisfatório.
  • Lembrou a reunião com o GED, no dia 15/07, onde será tratado sobre a Escola Vivencial, sua avaliação e propostas para o calendário do segundo semestre.
  • Comunicou que no dia 10/07 haverá reunião do Setor Diocesano do MCC de Araçatuba.
  • A próxima comunicação da Escola Vivencial será no dia 11, com a mensageira Eunice de Birigui. A mensagem será “São Paulo Apóstolo e Missioná rio”.

Na sequência, Luiz Henrique falou sobre o Agir do Cursilhista, no Quarto Dia, quando nossa vivência assume primordialmente o compromisso do Reino de Deus.

bd5224cc-441a-4629-87d4-251716219131

É nos ambientes que devemos dar testemunho de vida, com valores e atitudes cristãs. A ação do cristão é intransferível, a sua ação será evangelizadora.

Jesus nos dá seu ensinamento (Mt 5, 13-16):

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus”.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins / Abril 1988

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 27/06/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Avaliação Semestral

Tudo quanto quereis que os outros vos façam,
fazei também a eles.

Nesta terça feira, 27/06/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo em Alavanca orações e a partilha do Evangelho de Jesus Cristo do dia em Mt 7, 6.12-14, aos Cursilhos que ocorrerão no próximo no fim de semana, no Brasil e no mundo. Também foram lembrados os aniversariantes da semana.

IMG-20170628-WA0004

O Evangelho nos trouxe a mensagem de que devemos ter um coração puro para as coisas de Deus que são santas, não as perder e não perdermos a nós mesmos indo em busca das coisas que são meramente do mundo.

Deus nos dá capacidades para anunciar o Evangelho, não necessariamente com palavras, mas pelos nossos atos, nossas ações e atitudes.

Aparecido Pinheiro enriqueceu as reflexões cantando Anuncia-me (Vocação do Profeta), cuja primeira estrofe nos convida a evangelizar:

Anda no pecado, o meu povo escolhido,
Não encontro sequer um coração contrito.
Disse-me o Senhor: Vai falar por mim, anuncia-me.
Vai por mim, anuncia-me.

Na sala de mensagens Luiz Henrique informou:

  • Arraía de são Pedro na fazenda Cristo Redentor dia 01/07 e pediu colaboração de de todos nos trabalhos finais e na realização da festa.
  • O terço tradicional “cantado”  abre a festa, realizado as 18:30h.
  • 15º Cursilho de Jovens, em três dias, 20 a 23/07/2017.
  • Programação da escola no segundo semestre na próxima semana.

Na sequencia, Luiz orientou a Avaliação da Escola Vivencial no primeiro semestre onde todos preencheram (individualmente) uma ficha de avaliação da Escola Vivencial sendo possível indicação de sugestões para melhoria das atividades. Após a análise da escola, o responsável fez a apresentação das contas do semestre.

IMG-20170628-WA0009

Finalizando, em ação participativa, irmãs e irmãos voluntários colaboraram na organização da Festa Junina, para o seu bom êxito, embalando doces e preparando as bandeirinhas juninas.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins / Abril 1988

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 13/06/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

PENTATEUCO

Nesta última terça feira, 13/06/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, oferecendo o Terço a Santo Antônio em Alavanca aos Cursilhos que ocorrerão no próximo fim de semana, no Brasil e no mundo. Também foram lembrados os aniversariantes da semana.

Na sala de mensagens, Rodrigo – vice-coordenador do Setor Araçatuba, solicitou voluntários e doações para a 18º Arraiá de São Pedro que acontecerá na fazenda Cristo Redentor.

IMG-20170614-WA0006

Rodrigo recebe Vander para falar sobre o “Pentateuco

Em continuidade, foi feita a comunicação sobre o Pentateuco, por Vander, que iniciou a comunicação falando sobre Santo Antônio, pois a Igreja recorda no dia hoje (13/06) a sua memória.

Sobre a Torá, ressaltou que o conjunto dos cinco livros nada mais é que a revelação do Deus Vivo. Toda a Bíblia foi escrita em função da revelação de Deus. O primeiro livro, Gênesis, que fala da origem do mundo e de todas as coisas, é o centro da Torá, o seu coração.

O homem, imagem e semelhança de Deus, cai no pecado. Mas Deus não se esquece do homem, chama-o para retornar ao seu convívio. Ser imagem e semelhança de Deus é dizer que o homem tem a capacidade de se comunicar com Deus.

O Pentateuco é o coração do Antigo Testamento, assim como os Evangelhos são o coração do Novo Testamento. Os dois testamentos se completam.

A autoria do Pentateuco é atribuída a Moisés. Quando consideramos as tradições literárias da Torá – Javista, Eloísta, Deuteronomista, Sacerdotal – podemos questionar e dizer que a autoria não é de Moisés. Entretanto, o que importa é que, através de Moisés, Deus se revela aos homens. Jesus Cristo é quem nos traz a plenitude da revelação de Deus.

Algumas comparações entre os textos do Antigo e Novo Testamento foram colocadas pelo comunicador, com a intenção de destacar que o Amor e a vida encontram a plenitude em Jesus Cristo.

Após a comunicação, Osvaldo Carmona informou que os quatro prêmios dos carnês saíram para Araçatuba, informando quem foram os ganhadores.

Em espírito de amizade e de religiosidade popular, para comemorar o dia de Santo Antônio, participamos de uma confraternização com pratos e bebidas tipicamente juninas.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho da Diocese de Lins – Abril de 1988

Item Material Utilizado LINK (s)
1 Terço de Santo Antônio terço de santo antonio

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 18/04/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Nesta última terça-feira, 18/04/2017, após a intenção dos trabalhos em Alavanca aos cursilhos que acontecerão no Brasil e no mundo no próximo fim de semana, fizemos a leitura e partilha do evangelho do dia Jo, 20-11-18.

Na sala de mensagens, sessão cinema, com o filme “O céu é de verdade“.       


DSC02131

Sessão de cinema: O céu é de verdade

Este slideshow necessita de JavaScript.

Trabalho de Corredor

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

TRABALHO DE CORREDOR

Nesta terça-feira, 28/03/2017, após partilha dos cursilhos que acontecem no Brasil e no mundo no próximo fim de semana, inclusive o 41º Cursilho para homens de nossa diocese, oferecemos a todos, em Alavanca, os trabalhos do dia, bem como o exercício espiritual de caminhada de Jesus durante a Via Sacra.

Trabalho de corredor 010

Exercício Espiritual da Via Sacra

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na sala de mensagens, Richardson lembrou:

  • Entrada do Cursilho dia 31/03, sexta-feira, às 19:00 h.
  • Missa de encerramento  02/04, domingo, às 19:00 h.

Em alavanca ao 41º cursilho para homens de nossa diocese:

  • Cerco de Jericó na, catedral N. S. Aparecida entre 27/03 à 02/04, às 4:00 h. 
  • Terço na Paróquia Imaculado Coração de Maria, 01/04, sábado, às 7:00 h.  

A comunicação do dia ficou a carga de Silvia Sakamoto que falou sobre a importância, e a responsabilidade do “Trabalho de Corredor” que acontece dentro do cursilho, baseada no documento “Manual do Responsável” do MCC 

Trabalho de corredor 014

Silvia Sakamoto fala sobre o “Trabalho de Corredor” dentro do retiro do Cursilho 

OMCC x logo

Clique sobre a imagem e abra o arquivo em PDF

Este slideshow necessita de JavaScript.

Imagens, por quê?

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Imagens, por quê?

Nesta última terça-feira, 14/02/2017, recebemos com muito carinho Pe Márcio da cidade de Glicério (diocese de Lins) que presidiu a santa Missa, após as intenções de alavancas pelos cursilhos que se realizarão no Brasil e no mundo, e também pelos aniversariantes da semana.

Na sala de mensagens, após os recados por Luis Henrique, Pe Márcio retomou a palavra para falar sobre o significado das imagens para os católicos.

De antemão, o sacerdote deixou claro que é preciso entender que Deus não nos proíbe de fazer imagens, mas sim imagens “de ídolos”, ou seja, de deuses falsos. Neste seguimento nos passou que a a Igreja Católica nunca afirmou que devemos “adorar” as imagens dos santos; mas as venerar, o que é muito diferente.

2017-02-14-x-pe-marcio-x-imagens-009

Pe Márcio da cidade de Glicério (diocese de Lins) 

A imagem é um objeto que apenas lembra a pessoa ali representada; o ídolo, por outro lado, “é o ser em si mesmo”. A quebra de uma imagem não destrói o ser que representa; já a destruição de um ídolo implica a destruição da falsa divindade.

Para Deus, e somente para Ele, a Igreja presta um culto de adoração (“latria”), no qual reconhecemos Deus como Todo-Poderoso e Senhor do universo. Aos santos e anjos, a Igreja presta um culto de veneração (“dulia”), homenagem.

Quanto à Nossa Senhora, por ser a Mãe de Deus, a Igreja presta um culto de “hiper-dulia”, que não é adoração, mas hiper-veneração. A São José “proto-dulia”, primeira veneração.

A palavra “dulia” vem do grego “doulos”, que significa “servidor”. Dulia, em português, quer dizer reverência, veneração. “Latria” é adoração, vem do grego “latreia”, que significa serviço ou culto prestado a um soberano senhor. Em outras palavras, significa adoração. Então, não há como confundir o culto prestado a Deus com o culto prestado aos santos.

Rogando aos santos, não os olhamos nem os consideramos senão nossos intercessores para com Jesus Cristo, que é o único Medianeiro (cf. 1Tm 2,4), que nos remiu com Seu Sangue e por quem podemos alcançar a salvação.

“Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade.” (1Tm 2,4)

A mediação e intercessão dos santos não substituem a única e essencial mediação de Cristo, o único Sacerdote, mas é uma mediação “por meio de” Cristo, não paralela nem substitutiva. Sem a mediação única de Cristo nenhuma outra tem poder.

Significado da imagem de um santo

A imagem de um santo tem um significado profundo. Quando se olha para ela, a imagem nos lembra que a pessoa, ali representada, é santa, viveu conforme a vontade de Deus. Então, é um “modelo de vida” para todos.

A imagem lembra também que aquela pessoa está no céu, isto é, na comunhão plena com o Senhor; ela goza da chamada “visão beatífica de Deus” e intercede por nós sem cessar, como reza uma das orações eucarísticas da Missa.

O Catecismo da Igreja nos ensina o seguinte no §956:

“Pelo fato de os habitantes do Céu estarem unidos mais intimamente com Cristo, consolidam com mais firmeza na santidade toda a Igreja. Eles não deixam de interceder por nós junto ao Pai, apresentando os méritos que alcançaram na Terra pelo único mediador de Deus e dos homens, Cristo Jesus. Por seguinte, pela fraterna solicitude deles, a nossa fraqueza recebe o mais valioso auxílio.” (LG 49)

Pe Marcio lembrou que podemos tocar e beijar as imagens como um gesto de amor, reverência e veneração, não de adoração. Não fazemos isso com a imagem de um ente querido falecido?

Portanto, podemos admirar as imagens – por isso elas devem ser bem feitas, em clima de oração – e rezar diante delas, pedindo ao santo, ali representado, que interceda diante de Deus.

Salientou que Deus é quem faz o milagre, mas o pedido pode vir da intercessão dos santos.

A intercessão dos santos

A intercessão dos santos é algo maravilhoso. Quando nós precisamos de um favor de uma pessoa importante, mas não conseguimos chegar até ela, então, procuramos um mediador, um intercessor, que seja amigo dessa pessoa, para fazer a ela o nosso pedido. E a pessoa importante a atende por ter intimidade com nosso intercessor.

Ora, fazemos o mesmo com Deus. Não temos intimidade com Ele como os santos que já estão na Sua glória; nossos pecados limitam nossa intimidade com o Pai; então, os santos nos ajudam.

Por tudo isso, as imagens precisam ser bem feitas, mais parecidas possíveis com o santo. Não devemos fazer imagens mal feitas ou mal pintadas. Quando não há uma foto ou uma pintura de santos antigos, então é licito que artistas sugiram uma imagem que a Igreja abençoe.

Quando uma imagem que foi benzida se quebra, e não é possível restaurá-la, então deve ser enterrada, destruída ou colocada em um lugar onde não haja profanação dela. Se for de material combustível, pode ser queimada.

O Concílio Ecumênico de Nicéia, no ano 789, que aprovou o uso de imagens, disse:

“Na trilha da doutrina divinamente inspirada de nossos santos padres e da tradição da Igreja Católica, que sabemos ser a tradição do Espírito Santo que habita nela, definimos com toda certeza e acerto que as veneráveis e santas imagens, bem como as representações da cruz preciosa e vivificante, sejam elas pintadas, de mosaico ou de qualquer outra matéria apropriada, devem ser colocadas nas santas igrejas de Deus, sobre os utensílios e as vestes sacras, sobre paredes e em quadros, nas casas e nos caminhos, tanto a imagem de Nosso Senhor, Deus e Salvador, Jesus Cristo, como a de Nossa Senhora, a puríssima e santíssima mãe de Deus, dos santos anjos, de todos os santos e dos justos.”

Item Material Utilizado LINK (s)
1 material em Powerpoint mcc-ata-o-respeito-ao-sagrado

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 07/02/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Nesta terça-feira, 07/02/2017, retornamos os trabalhos na escola vivencial de Araçatuba, iniciando os trabalhos com a santa Missa em Ação de Graças aos cursilhos que se realizarão no próximo fim de semana, no Brasil e no mundo, presidida por Pe Fernando, que dia 02 de fevereiro, completou 15 anos de sacerdócio e, agora, está como pároco da paróquia Imaculado Coração de Maria. Lembramos dos aniversariantes.

Na sala de mensagens, a comunicação ficou para Luís Henrique que, inicialmente, apresentou o calendário da escola para o primeiro semestre de 2017.

dsc01830

Calendário primeiro semestre de 2017

Na sequência, dividiu os presente em três grupos, para que elaborassem um plano de salvamento para um avião que caiu no deserto, morrendo todos os tripulantes,  restando apenas 100 passageiros vivos. Para tanto, ainda, indicou alguns materiais que foram encontrados juntos dos destroços do avião e que poderiam servir para a sobrevivência.

Cada grupo pode apontar, na sua visão, quais os materiais que eram mais imprescindíveis que os outros para ajudar na sobrevivência de todos até que houvesse o resgate.

Por fim, independente dos acertos, Luis apresentou uma sequencia indicada por especialistas em resgates, fazendo conotações do que acontece em nossa escola vivencial.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Prestação de Contas – MCC – setor de Araçatuba – 29/11/2016

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Prestação de Contas

dsc01799

Padre Fernando (paróquia Imaculado Coração de Maria) presidiu a santa Missa em Ação de Graças pelo Movimento de Cursilhos de Cristandade do setor de Araçatuba e ao final, recebeu mimo, das mãos de Silvia Sakamoto, pela sua dedicação semanal aos cursilhistas da escola vivencial

dsc01803

Osvaldo Carmona, responsável pela tesouraria no MCC – setor Araçatuba, fez a Prestação de Contas do ano, destacando o investimento na aquisição de equipamento de som para capela da clausura e 100 novas mesas plásticas para nossos eventos

Este slideshow necessita de JavaScript.

Festa Junina

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Festa Junina

Nesta terça-feira, 05/07/2016, iniciamos nosso trabalhos na capela oferecendo os trabalhos do dia em alavanca aos cursilhos que acontecerão no Brasil e no mundo, no próximo fim de semana.

Rodrigo, um dos organizadores da 17º Arraiá de são Pedro, na fazenda Cristo Redentor, agradeceu a todos pelo empenho e entrega nos serviços para montagem, na festa e desmontagem de toda estrutura, sendo todos agraciados com uma bela festa, que deve se repetir anos que vem.

Silvia lembrou dos aniversariantes.

Para agradecer, rezamos o terço Junino e depois ….pequena confraternização.

IMG_20160705_210659

Mais que uma festa … uma missão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deus não está morto

Deus não está morto

imagesNesta terça-feira, 19/04, a escola vivencial de Araçatuba começou seus trabalhos na capela, oferecendo-os, em Alavanca aos cursilhos que acontecem no Brasil e no mundo, no próximo fim de semana. Também, lembrou-se dos aniversariantes.

Logo em seguida, após Oração do Pai Nosso e Ave Maria, todos, ao som de De Colores, foram convidados para uma sessão de cinema na sala de mensagem, com direito a refrigerante e pipoca.

O filme foi “Deus não está morto“, que trata da história do jovem Josh Wheaton (Shane Harper) quando entra na universidade e conhece um arrogante professor de filosofia (Kevin Sorbo) que não acredita em Deus.

O aluno reafirma sua fé, e é desafiado pelo professor a comprovar a existência de Deus.

Começa uma batalha entre os dois homens, que estão dispostos a tudo para justificar o seu ponto de vista – até se afastar das pessoas mais importantes para eles.

Clique sobre a imagem abaixo, assista o filme … e não esqueça do seu celular.

A Escola Vivencial

A Escola Vivencial

A equipe do blog buscando aprofundar, com os cursilhistas mais experientes, como funcionava a escola vivencial do MCC na diocese de Araçatuba no seu inicio (quando era apenas na casa de são Paulo na cidade de Araçatuba e atendia toda a diocese) e sem toda a tecnologia que dispomos (atualmente), veja o que o Sr. Nelson (cursilho 46 para homens da diocese de Lins em 1982) nos apresentou com mais de trinta anos: 

DSC00511

DSC00509

Observando com atenção a “ordem da reunião” 

Será que mudou alguma coisa?

Convite 08/03/2016 – Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Bispo Dom sérgio - 4

Dom Sérgio quando nos falou sobre Comunidades de comunidades: uma nova paróquia 

“«LAUDATO SI’, mi’ Signore – Louvado sejas, meu Senhor», cantava São Francisco de Assis.

Neste gracioso cântico, recordava-nos que a nossa casa comum se pode comparar ora a uma irmã, com quem partilhamos a existência, ora a uma boa mãe, que nos acolhe nos seus braços: «Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa irmã, a mãe terra, que nos sustenta e governa e produz variados frutos com flores coloridas e verduras»(Carta encíclica Laudato Si do santo Padre Francisco sobre o cuidado da coisa comum)

Saudações DE COLORES

É com muita alegria que a Escola Vivencial de Vida e Fé, do setor de Araçatuba, convida todos os cursilhistas do setor, para a comunicação com o tema “LAUDATO SI’, mi’ Signore – Louvado sejas, meu Senhor“, que será apresentada pelo querido bispo da nossa Igreja Particular de Araçatuba, dom Sérgio Krzywy, que acontecerá dia 08/03/2016 e realizar-se-á na Casa de são Paulo.

Atenção ao horário: início às 20:00h 

Haverá santa Missa

Que todos permaneçam na Paz e Alegria.

Abraço De Colores.

Luis Henrique Bosco 
Responsável Escola Vivencial  – setor MCC de Araçatuba (SP)

Convite 01/03/2016 – Escola Vivencial MCC – Araçatuba

perdão“Então Pedro se aproximou dele e disse: Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Respondeu Jesus: Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.(Mt 18, 21-22)

Saudações DE COLORES

É com muita alegria que a Escola Vivencial de Vida e Fé, do setor de Araçatuba, convida todos os cursilhistas do setor, para a comunicação com o tema “O Perdão“, preparada por Salvina Ferreira que acontecerá dia 01/03/2016 e realizar-se-á na Casa de são Paulo.

Atenção ao horário: início às 20:00h 

Que todos permaneçam na Paz e Alegria.

Abraço De Colores.

Luis Henrique Bosco 
Responsável Escola Vivencial  – setor MCC de Araçatuba (SP)

Convite 23/02/2016 – Escola Vivencial MCC – Araçatuba


quaresma - 1Os tempos e os dias de penitência no decorrer do Ano Litúrgico (tempo da Quaresma, cada sexta-feira em memória da morte do Senhor) são momentos fortes da prática penitencial da Igreja (31). Estes tempos são particularmente apropriados para os exercícios espirituais, as liturgias penitenciais, as peregrinações em sinal de penitência, as privações voluntárias como o jejum e a esmola, a partilha fraterna (obras caritativas e missionárias).
(§ 1.478 do CIC)

Saudações DE COLORES

É com muita alegria que a Escola Vivencial de Vida e Fé, do setor de Araçatuba, convida todos os cursilhistas do setor, para a comunicação com o tema “A Misericórdia na Quaresma“, preparada por Pe Charles Borg da paróquia Santo Antonio de Pádua que acontecerá dia 23/02/2016 e realizar-se-á na Casa de são Paulo.

Atenção ao horário: início às 20:00h 

Haverá santa Missa 

Que todos permaneçam na Paz e Alegria.

Abraço De Colores.

Luis Henrique Bosco 
Responsável Escola Vivencial  – setor MCC de Araçatuba (SP)

Convite 16/02/2016 – Escola Vivencial MCC – Araçatuba

MCC“O Cursilho é uma palavra espanhola, que quer dizer “pequeno curso”, de pouca duração. Teve origem na Espanha, através de um grupo de jovens pertencentes à juventude de ação católica espanhola (JACE), da Diocese de Palma de Maiorca – Ilha de Maiorca, em agosto de 1948. O Movimento se espalhou por toda a Espanha e transpôs fronteiras propagando-se por todo o mundo. No Brasil, foi realizado o 1º. Cursilho em abril de 1962, em Valinhos, Diocese de Campinas. Atualmente, realizam-se Cursilhos em todos os estados brasileiros.” 

Saudações DE COLORES

É com muita alegria que a Escola Vivencial de Vida e Fé, do setor de Araçatuba, convida todos os cursilhistas do setor, para a comunicação com o tema “Como funciona o Cursilho“, preparada pela coordenadora do setor Silvia Sakamoto e que acontecerá dia 16/02/2016 e realizar-se-á na Casa de são Paulo.

Observar que dia 09/02 não haverá comunicação na escola vivencial

Atenção ao horário: início às 20:00h 

Que todos permaneçam na Paz e Alegria.

Abraço De Colores.

Luis Henrique Bosco 
Responsável Escola Vivencial  – setor MCC de Araçatuba (SP)

Retorno das atividades – 02/02/2016

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Dia 02/02/2016, terça-feira, na Escola Vivencial do MCC do setor de Araçatuba iniciou encontro dos cursilhistas que estiveram no período de fim de ano voltado aos trabalhos de suas paróquias.

DSC05655 (Copy)

Partilha da Palavra

Aos poucos foram chegando e se encaminhando para a capela interna da casa de são Paulo, onde Silvia coordenadora do setor fez acolhida e leitura da carta de Paulo 1 corintios 12, 1-31, seguida de rica partilha entre os presentes: 

“Irmãos, quanto aos dons espirituais, não quero que vocês sejam ignorantes. Vocês sabem que, quando eram pagãos, de uma forma ou de outra eram fortemente atraídos e levados para os ídolos mudos. Por isso, eu lhes afirmo que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: “Jesus seja amaldiçoado”; e ninguém pode dizer: “Jesus é Senhor”, a não ser pelo Espírito Santo. Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos. A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum. Pelo Espírito, a um é dada a palavra de sabedoria; a outro, a palavra de conhecimento, pelo mesmo Espírito;a outro, fé, pelo mesmo Espírito; a outro, dons de cura, pelo único Espírito; a outro, poder para operar milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a outro, variedade de línguas; e ainda a outro, interpretação de línguas. Todas essas coisas, porém, são realizadas pelo mesmo e único Espírito, e ele as distribui individualmente, a cada um, conforme quer. Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo. Pois em um só corpo todos nós fomos batizados em um único Espírito: quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um único Espírito. O corpo não é composto de um só membro, mas de muitos. Se o pé disser: “Porque não sou mão, não pertenço ao corpo”, nem por isso deixa de fazer parte do corpo. E se o ouvido disser: “Porque não sou olho, não pertenço ao corpo”, nem por isso deixa de fazer parte do corpo. Se todo o corpo fosse olho, onde estaria a audição? Se todo o corpo fosse ouvido, onde estaria o olfato? De fato, Deus dispôs cada um dos membros no corpo, segundo a sua vontade. Se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, há muitos membros, mas um só corpo. O olho não pode dizer à mão: “Não preciso de você! ” Nem a cabeça pode dizer aos pés: “Não preciso de vocês!” Pelo contrário, os membros do corpo que parecem mais fracos são indispensáveis, e os membros que pensamos serem menos honrosos, tratamos com especial honra. E os membros que em nós são indecorosos são tratados com decoro especial, enquanto os que em nós são decorosos não precisam ser tratados de maneira especial. Mas Deus estruturou o corpo dando maior honra aos membros que dela tinham falta, a fim de que não haja divisão no corpo, mas, sim, que todos os membros tenham igual cuidado uns pelos outros. Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele. Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. Assim, na igreja, Deus estabeleceu primeiramente apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois os que realizam milagres, os que têm dom de curar, os que têm dom de prestar ajuda, os que têm dons de administração e os que falam diversas línguas. São todos apóstolos? São todos profetas? São todos mestres? Têm todos o dom de realizar milagres? Têm todos dons de curar? Falam todos em línguas? Todos interpretam? Entretanto, busquem com dedicação os melhores dons. Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente.”

Em foco a importância da participação de cada um na escola, com ou sem função inicial, mas sempre marcando presença nas atividades e comunicações, que fazem parte da formação integral e permanente proposta pelo MCC.

Na sequência, ao som do canto De Colores, todos para a sala de mensagens, onde Luiz Henrique, responsável pela escola vivencial, propôs uma gincana, para integração dos que estão chegando e partilha dos conhecimentos já adquiridos.

Dois grupos, enfileirados, numa extremidade um balde com líquido que deveria ser transportado com um copinho plástico até a outra extremidade e colocação numa garrafa. O líquido só poderia ser transportado depois que o grupo acertasse a resposta do “Quiz”.

Essa atividade, voltada para a vivência da leitura da carta de são Paulo, onde somente com o trabalho de equipe, poder-se-ia transportar o líquido de uma extremidade a outra.

Dois grupos. Quem ganhou?

Todos aqueles que puderam participar neste primeiro encontro. Não perca as outras comunicações.

Venha vivenciar o evangelho conosco.

Item Material Utilizado LINK (s)
1 letra “A” Letra A
2 letra “B” Letra B
3 letra “C” Letra C
4 Quiz Perguntas_Quiz
5 Reflexões de apoio Reflex+úo de Apoio

Este slideshow necessita de JavaScript.