Escola Vivencial MCC – Lavínia – 30/10/2017

Escola Vivencial MCC – Lavínia

A escola vivencial do Movimento de Cursilhos de Cristandade da cidade de Lavínia agradece pela acolhida da família de Dona Maria e o Sr Dió, onde a oração do Santo Terço rezada por todos.

Luiz Carlos
6º Cursilho para homens da diocese de Araçatuba

WhatsApp Image 2017-10-30 at 9.15.04 PM

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro – 30/10/2017

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro

Nesta segunda-feira, 30/10/2017, após a oração inicial, realizamos na escola vivencial, uma sessão de cinema, com o filme: “SÃO JOSÉ MOSCATI. O AMOR QUE CURA

IMG-20171031-WA0005
IMG-20171031-WA0018

O filme mostra a história de um médico que se tornou santo.

Jovânia Bassi da Silva
13º Cursilho para Mulheres da diocese de Araçatuba

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Castilho – 26/10/2017

Escola Vivencial MCC – Castilho

Nesta quinta-feira, 26/10/2017, na escola vivencial tivemos uma comunicação com a irmã em cristo Sandra, com o tema “A serviço do Senhor” com seu testemunho de trabalho nas obras de Deus e da nossa Igreja.

WhatsApp Image 2017-10-27 at 9.56.03 AM (1)

Após a comunicação Sandra reafirmando seu retorno às reuniões da escola, tivemos bolo salgados e refrigerantes como de costume.

Vale lembrar que a escola vivencial de Castilho se reúne as quinta-feiras às 20:00 no Salão Paroquial da Igreja São José, em Castilho.

José Maria
34º Cursilho para Homens da diocese de Araçatuba

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Bilac – 24/10/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Terça feira, 24.10.2017,  fizemos a leitura dos cursilhos que serão realizados no Brasil e no mundo, neste final de semana, recomendando orações em alavancas, para o bom êxito espiritual de todos eles.

IMG_20171024_212049012

Invocando a presença do Espírito Santo, orações do Pai Nosso e Ave Maria, proclamação e breve comentário do evangelho do dia (Lucas 12,35-38).

As neo-cursilhistas Marlene, Luci, Maria Sidnei e Roseneide, frutos do 43° cursilho para mulheres da Diocese de Araçatuba, participaram pela primeira vez da escola vivencial, compartilhando com todos os presentes seus sentimentos vividos durante o período que permaneceram em retiro, como também a perspectivas de cada uma para o 4° dia.

A Josie que trabalhou pela primeira vez na cozinha, também falou da sua emoção em retornar a casa São Paulo, desta feita na nobre condição de serva, retribuindo a inesquecível acolhida calorosa e amorosa que ela teve quando fez o cursilho.

As  sementes foram lançadas no solo sagrado de Deus. A colheita cabe a elas, no dia a dia, regarem e adubarem, para que germinem e cresçam e produzam bons frutos que servirão de alimentos espirituais para a conversão daqueles que também desejam ter um encontro com o Cristo vivo ressuscitado.

É sempre bom relembrar momentos sublimes que acontecem em nossas vidas. Assim, utilizamos esse encontro para que os demais cursilhistas também pudessem externar seus sentimentos sobre o que significou e continua significando o MCC em suas vidas.

Que o cursilho desperte a todos o desejo de anunciar o evangelho e colocar em prática os ensinamentos do mestre Jesus.

E Jesus disse-lhes:

“Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16,15).

José João Ricado
31° cursilho para homens da Diocese de Araçatuba – abril/2012

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 24/10/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16, 15)

Nesta terça feira, 24/10/2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, com as orações e partilha do Evangelho da liturgia do dia (Lc 12,35-38) oferecidas aos cursilhos que se realizam nesta semana, no Brasil e no mundo, e também aos aniversariantes da semana. A mensagem de Cristo nos exorta a sermos vigilantes e a estarmos preparados para recebermos ao Senhor.

Após a reflexão, rezamos uma dezena do terço e na sequência foram apresentadas quatro novas cursilhistas do 43º Cursilho para Mulheres, encerrado no último domingo.

WhatsApp Image 2017-10-24 at 11.05.47 PM

Na sala de mensagens, Luís Henrique anunciou:

  • Próxima comunicação será “Dinâmica” a ser feita por Ana Paula Batagelo de Atayde.
  • Próxima Ultreia será em Castilho, no dia 11 de novembro, com o tema “Advento – tempo da Igreja Missionária e Peregrina”, mensagem que será apresentada pela Vera Lúcia Martinez, de Araçatuba.
  • A Assembleia Diocesana do MCC será no dia 19 de novembro, quando estaremos analisando nossa caminhada e decidindo as atividades para 2018.

WhatsApp Image 2017-10-24 at 11.11.15 PMA comunicação “A Igreja e a Internet” foi feita pela Carla Sabino, que iniciou lembrando Padre Orivaldo, em uma comunicação da Escola Vivencial, quando disse que somos o prolongamento dos braços do sacerdote, pois em muitos lugares ele não pode estar e somos nós, os leigos, que entramos com nossa missão de evangelizar. Por isso, a importância da internet para a Igreja e para os leigos, pois ela é uma ferramenta da evangelização.

Fundamentou sua comunicação no livro “A Igreja e a Internet”, do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais. Não apenas a internet é de interesse da Igreja, mas todos os Meios de Comunicação Social, quando colocados para bens religiosos e para o bem comum.

Todos nós somos evangelizadores; depende de cada um de nós fazer o Cristo chegar às pessoas, aos ambientes em que estivermos. Para muitas pessoas, podemos ser o “único Evangelho que muita gente lê”.

O importante é fazermos bom uso da internet e das redes sociais existentes, sabendo discernir o que é para o bem e descartando tudo o que existe de mal.

Por trás das mensagens diárias que enviamos aos amigos – “bom dia, boa tarde, boa noite” – deverá estar nossa evangelização, nossa espiritualidade, nossa vida cristã.

Alertou para alguns perigos do mau uso da internet, que nos liga ao mundo, mas nos desliga de nossa própria casa. Podemos estabelecer pontes com os de fora; mas instalamos muros com os de dentro. Nossas experiências pessoais não são mais vividas em particular, pois por meio de um clique podemos nos abrir para o mundo, mas com retorno das demais pessoas que utilizam as redes, e às vezes temos que ouvir opiniões que são diferentes das nossas.

Os discípulos não tinham os recursos que temos, para eles havia grandes desafios, como longas caminhadas de dias, ou até de anos. Mas não abandonaram a evangelização.

Hoje temos muitas facilidades e nem sempre somos perseverantes na missão de evangelizar. É necessário o nosso empenho, o anúncio da Boa Nova do Reino, levar às pessoas a palavra profética e libertadora do Evangelho.

Quando saímos do Cursilho, podemos nos sentir somo super heróis. Aos poucos vamos dando conta de que somos pedra de tropeço. Então entendemos que temos de mudar nossa vida, buscar constantemente melhorar a nossa vida e a dos outros, melhorar a convivência com as pessoas. Somos seres humanos em busca da santidade.

“Ai de mim, se eu não evangelizar” disse São Paulo.

Por nossas atitudes e exemplos de vida podemos evangelizar. Também podemos evangelizar por meio das redes sociais. Para isso, temos sites confiáveis e temos de saber discernir, não acessarmos ou divulgarmos coisas que nos afastam de Deus. Não podemos errar nosso alvo, que é Cristo. Quando agimos para errar o alvo, estamos em pecado.

A realidade virtual não substitui a presença real de Jesus Cristo em sua Igreja, nos Sacramentos e na nossa busca de santidade, de conversão constante.

Finalizada a comunicação, oferecemos a Ave-Maria para Carla e sua família.

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho para Homens da diocese de Lins – abril/1988

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Piacatu – 23/10/2017

Escola Vivencial MCC – Piacatu

Nesta segunda-feira, 23/10/2017, as neo-cursilhistas Geovandra e Mônica relataram na escola Vivencial as suas experiências Cristo-vivenciais ao participar do 43º cursilho para mulheres da diocese de Araçatuba.

22788808_1388657261251898_5750398074873207191_n (1)

As duas falaram, também, como foi o primeiro dia de vivência do 4º dia.

De Colores!

José Roberto Gomes (Beto)
69º Cursilho para Homens da diocese de Lins

Elizabeth de Lima Lacerda Gomes (Beth)
65º Cursilho para Mulheres da diocese de Lins

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro – 23/10/2017

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro

Nesta segunda-feira, 23/10/17, acolhemos em nossa Escola Vivencial, as neo-cursilhistas do 43º Cursilho para Mulheres, Andréia, Carina e Edilene.

101_1153

E, também, o irmão em Cristo da cidade de Piacatu, Luiz Antônio Navacchio com seus filhos, o qual fez a comunicação: “O MCC EM ESTADO PERMANENTE DE MISSÃO – ESPIRITUALIDADE”.

101_1250

O que é Espiritualidade?

  • É a presença de Deus em nossa vida, em nossas ações.
  • É uma forma de viver, é uma característica de quem tem fé, a espiritualidade decorre da fé;
  • É deixar-se conduzir pelo Espírito.

A espiritualidade cristã é viver segundo o espírito de Cristo, seguir Jesus é uma decisão que muda tudo.

Espiritualidade é nosso modo próprio de viver o fundamental cristão, ou seja, a vivência da graça batismal.

São as nossas escolhas, nossas atitudes, nossa postura de vida, nosso jeito de ser, de pensar e de agir, com a consciência de que não viemos no mundo somente para nos auto satisfazer.

É a consciência de que somos um ser social e que tudo que somos e fazemos contribui para o bem ou para o mal de tudo e de todos que nos cerca.

Jovânia Bassi da Silva
13º Cursilho para Mulheres da diocese de Araçatuba

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nota de Falecimento – Maria Lourdes de Oliveira – 23/10/2017

nota de falecimento

É com profundo pesar que informamos a todos os irmãos em Cristo que hoje, 23/10/2017, da cidade de Guaraçaí faleceu a cursilhista Maria Lourdes de Oliveira (popular Lurdinha do fundo social).

WhatsApp Image 2017-10-23 at 5.44.14 PMO corpo será velado no Velório Municipal da cidade de Guaraçaí e o sepultamento previsto amanhã 11:00h.

Para nós cristãos, a morte não é o fim em si mesma, mas o começo de uma nova vida junto do Pai que nos criou por Amor.

Nossos sentimentos à família.

Equipe do blog …. e de todas as pessoas que na Casa de são Paulo tiveram seu encontro em Cristo ressuscitado.

Escola Vivencial MCC – Bilac – 22/10/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Domingo a noite, 22.10.2017, preparamos mais uma surpresa para as neo-cursilhistas Marlene, Luci, Roseneide e Maria Sidnei, frutos do 43° cursilho para mulheres da Diocese de Araçatuba.

IMG_20171022_212042645

Ao chegarem da casa de São Paulo encontraram familiares e cursilhistas reunidos no salão paroquial, onde foram recepcionadas ao som da musica do MCC “De Colores.”

Cada uma testemunhou seu sentimento vivido durante o período que permaneceu em retiro, como também a sua perspectiva para o 4° dia.

Nosso pároco padre Paulinho, esteve presente.

Em seguida, num ambiente festivo, compartilhamos momentos alegres e de bastante espiritualidade, com direito a bolo, doces e salgadinhos, tudo preparado comunitariamente com carinho.

Pedimos a intercessão de São Paulo Apóstolo e Nossa Senhora da Conceição, para que sejam sempre perseverantes e não deixem apagar a chama que se acendeu em seus corações.

Paz e bem a todos!

José João Ricado
31° cursilho para homens da Diocese de Araçatuba – abril/2012

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cursilho 43 para Mulheres – diocese de Araçatuba

43º Cursilho para Mulheres da diocese de Araçatuba

20 a 22 de Outubro de 2017

CURSILHISTAS CIDADE
Ana Maria Oliveira da Silva Araçatuba
Ana Paula Baziquetto Hernandes Araçatuba
Dulcines Teixeira da Silva Araçatuba
Edneia Maria Alves Ramires Araçatuba
Ivone Fatima Pascoal Coelho Araçatuba
Izaboo Maria Rigoni e Silva Araçatuba
Janaina Aparecida Bispo de Oliveira Araçatuba
Liliana Ribeiro de Carvalho Araçatuba
Márcia Regina da Paz Sant”Ana Araçatuba
Niliani Clélia  Buriola Gonçalves Araçatuba
Priscila Marques Fermino Araçatuba
Priscila Tatibana Araçatuba
Rogeria Aparecida Barbosa Guerreiro Araçatuba
Thais Dangelo da Silva Araçatuba
Maria Célia Amancio Bento de Abreu
Luci Fátima Santos Rodrigo Bilac
Maria Sidnei Custódia Momesso Bilac
Marlene Zanela Duarte Bilac
Roseneide de Fatima Contel Bilac
Catiuscia Aguilar Candido Birigui
Cristiane Graciotine Pontes Birigui
Francielli Melegari Mantovane Dias Birigui
Ivanete Rodrigues da Silva Birigui
Maria Aparecida Ramos Ribeiro Birigui
Paula Graciana Roldi Macarini Birigui
Roseli da Silva Ciscoto Birigui
Rutineia Mitiko Kawabe dos Santos Birigui
Silvia Angelica Rodrigues Segura Birigui
Vanessa de Souza Oliveira Birigui
Adriana Possidonia da Silva Castilho
Elza de Araújo Moura Castilho
Rosana de Souza Bento Castilho
Andréia Aparecida Becuzzi Menani Gabriel Monteiro
Edilene da Silva Bastos Gabriel Monteiro
Carina Galvani de Carvalho Ramiro Gabriel Monteiro
Marcia Vieira da Silva Guaracaí
Maria Necilia dos Santos Guaracaí
Marcia Regina da Silva Guaraçaí
Maria Fernanda Xavier B.de Carvalho Guararapes
Maria Luiza Alves Marcola Guararapes
Mariana Cristina Roseiro Martins Guararapes
Geovandra Borim de Paula Piacatu
Mônica de Oliveira Silva Piacatu
Cristiane Ferreira Santópolis do Aguapeí
Sonia de Novais dos Santos Valparaíso

OMCC x logo
Clique sobre a imagem para ampliar a foto
RESPONSÁVEIS CIDADE
Padre Agnaldo Israel Ferreira – Diretor Espiritual Lavínia
Tânia Ferraz Bruno – coordenadora Birigui
Luciene Mota Santos Araçatuba
Maira Helena Colombo Araçatuba
Milene Firmam de Oliveira Araçatuba
Silvia Helena Araujo Sakamoto Araçatuba
Vilani Araçatuba
Creuza Gomes Buzatto Birigui
Maria Neusa Bulgueroni Costa Birigui
Marlene Beraldo A Fachiano Birigui
Nilda Finco Alves Birigui
Marli Pereira de Oliveira Castilho
Ana Paula Navacchio Bernabé Gabriel Monteiro
Joana de Fatima Alves Garcia Gabriel Monteiro
Patricia Aparecida Jacintho Gabriel Monteiro
Valdira Pereira Martins Guaracai
Bruna de Lima Silva Guararapes
Marli de Lima Silva Guararapes
Patricia Pataro Barbosa Tesin Guararapes
Adriana dos Santos Garcia Gomes Piacatu
Cristiane Lacerda Gomes Piacatu
Elizabeth de Lima Lacerda Gomes Piacatu

OMCC x logo
Clique sobre a imagem para ampliar a foto
EQUIPE DE COZINHA CIDADE
Neide Lopes Ramos – coordenadora Aracatuba
Isabela Pascoal Coelho Bozolan Araçatuba
Shirley Timoteo Mazzini Araçatuba
Valdeci Moreira Rocha Araçatuba
Josiane Grazielle Rodrigues de Oliveira Bilac
Celina Hilário Barbosa Francisquini Birigui
Gumercinda Alexandre Basseto Birigui
Josiane Soares Bertechini Birigui
Daiane Pestana Garcez Gabriel Monteiro
Lucilene Gouveia Barros Gabriel Monteiro
Marilza Menani Lopes Gabriel Monteiro
Maria Inês Franzin Fileti Gabriel Monteiro
Alzira Jacinto de Almeida Piacatu
Alaide Rosa da Silva Valparaiso
Anndil Barbosa da Fonseca Valparaíso

Escola Vivencial MCC – Birigui – 18/10/2017

Escola Vivencial MCC – Birigui

Tema: PASTORAL CARCERÁRIA
Comunicador: Wilson Basqueroto

Na data de 18/10/2017, na escola de vivencial, tivemos a alegria de receber Wilson Basqueroto que informou a todos que em Birigui, criada a pastoral carcerária, composta por 10 pessoas, sendo duas delas o Padre João e o Frei Décio de nossa cidade.

WhatsApp Image 2017-10-19 at 8.19.48 AM (Copy)

Os responsáveis se reúnem com os reclusos que estão no Centro de Ressocialização de Birigui.

Assim, todo domingo, no horário das 19:00h às 20:30h eles realizam celebrações e missas naquele local, com uma média de 30 homens que vivem lá.

Essa pastoral é a primeira no Brasil e sua finalidade é visitar aquelas pessoas que por algum motivo estão presas, mas que precisam ser acolhidas assim como Jesus fazia e nos deixou a missão.

Jaqueline Alves
3º Cursilho para Jovens da diocese de Araçatuba – 2006

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Coroados – 18/10/2010

Escola Vivencial MCC – Coroados

Paz e bem para todos.

NS das Graças - 1Nesta quarta-feira, 18/10/2017, falamos sobre “Nossa Senhora das Graças“.

A primeira aparição de Maria se revelou foi como Nossa Senhora das Graças em 1830, para Santa Catarina de Labouré, na França. Na sua aparição Maria disse:

“Tenho muitas graças para a humanidade, mais as pessoas não pedem”.

Em uma de suas aparições Nossa Senhora disse para que fizesse uma medalha sua, e usassem no pescoço para alcançar as graças pedidas e sua proteção. Na imagem de Nossa Senhora das Graças vê-se raios saindo de suas mãos, esses raios tem significado de maravilhoso.

A própria mãe diz que os raios são um símbolo das graças que derramam sobre as pessoas que lhe pedem.

Que possamos nos dias de hoje, neste mês Mariano atender aos apelos de nossa mãe nossa senhora, que não queiramos ser autossuficientes, independentes, senhores do nosso destino.

Lembremos que temos uma mãe e um pai que nos acolhe e nos guia.

Que nesta vida cheia de tribulações, sejamos humildes para pedirmos a Maria o auxílio e a graça necessária para sermos santos e seguimos na vida cristã.

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo … para sempre seja louvado.

Eliana Marques
37º Cursilho para Mulheres da diocese de Araçatuba

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Bilac – 17/10/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Terça-feira, 17.10.2017, iniciamos nosso encontro com a leitura dos cursilhos que serão realizados no Brasil e no mundo, neste final de semana, destacando o 43° cursilho para mulheres da nossa diocese de Araçatuba, pedindo orações em alavancas, para o bom êxito de todos eles.

IMG_20171017_195327834_HDR (Copy)

Após a oração do Espírito Santo, este que vos escreve, falou sobre o tema: Dízimo, Compromisso, Partilha e Gratidão.

No dicionário a palavra “dízimo” significa:

A décima parte de algo; décimo. [Religião] Contribuição dada pelos fiéis à igreja que, geralmente, corresponde à décima parte de seus rendimentos. [Antigo] Imposto que, pago pelos fiéis à igreja, correspondia à décima parte da colheita, renda, salário etc.

Nos tempos atuais, todo batizado deve comprometer-se em fazer doação regularmente, proporcional a sua renda, pois tais recursos são destinados para fazer frente às despesas para o bom funcionamento da Igreja e oferecer o mínimo de conforto aos fiéis.

O dízimo é um ato de fé, de esperança, de amor e caridade, que nos leva a colaborar com o projeto de Deus neste mundo.

O Dízimo não exclui ninguém, mesmo quem não tem renda poderá oferecer seus dons, colocando-se a disposição da comunidade para os trabalhos voluntários, oferta esta de muita valia, pois há grande carência de pessoas para ajudar nas diversas pastorais e ministérios da igreja.

Todos nós somos convidados a participar, mas fazendo doação que brota do coração, pois do contrário se torna obrigação e esmola que não tem nenhum valor para Deus.

“Jesus viu algumas pessoas ricas colocando suas ofertas na caixa de contribuições do templo. Viu também uma viúva pobre colocando lá duas moedas pequenas. Então, disse: Digo a verdade a vocês: Esta viúva pobre deu mais do que todos os outros. Todas as outras pessoas fizeram as suas ofertas dando do dinheiro que tinham sobrando; ela, porém, na sua pobreza, deu tudo o que tinha para viver.” (Lucas 21,1-4)

Paz e bem a todos!!!

José João Ricado
31° cursilho para homens da Diocese de Araçatuba – abril/2012

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 17/10/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

Jesus Veio para Todos

Igreja em saída.

Só se atrai as pessoas à Igreja, se sairmos e chamá-las para conhecer a maravilha de Deus.

WhatsApp Image 2017-10-17 at 10.06.12 PM (Copy)

É necessário ir ao encontro dos povos afastados – das minorias. Sobre essa “nova” atuação da pastoral – Para Francisco:

“Convido a todos serem ousados e criativos nesta tarefa de repensar os objetivos, as estruturas, o estilo e os métodos evangelizadores das respectivas comunidades. Quando se assume um objetivo pastoral e um estilo missionário, que chegue realmente a todos sem exceção, nem exclusões, o anúncio concentra-se no essencial, no que é mais belo, mais importante, mais atraente e , ao mesmo tempo, mais necessário”

Torna-se importante, assim, o amor, a tolerância, a compaixão.

Missão da Igreja – chegar a todos. Mas quem se deve privilegiar?

Esta em Lc 14, 14 – Não tanto aos amigos e vizinhos ricos, mas sobretudo, aos pobres e aos doentes, àqueles que muitas vezes são desprezados e esquecidos, àqueles que não tem como contribuir.

Esta salvação, que Deus realiza e a Igreja jubilosamente anuncia é para todos. Jesus não diz aos Apóstolos para formarem um grupo exclusivo, um grupo de elite.

Vemos um povo com muitos rostos: se a Palavra e a anunciação for bem entendida, a diversidade cultural não ameaça a unidade da Igreja. Papa Francisco:

“Quero insistir em algo que parece evidente, mas que nem sempre é tido em conta: o texto bíblico, que estudamos, tem dois ou três mil anos, a sua linguagem é muito diferente da que usamos agora. O Objetivo não é o de compreender todos os pequenos detalhes de um texto, o mais importante é descobrir qual é a mensagem principal”

Para o Papa é essencial o que ele chama de Primado do Amor (luz que guia a Sagrada Escritura)

Toda a lei se cumpre plenamente neste único gesto:

“Ama o teu próximo como a ti mesmo”. (Gl, 5,14).

O amor às pessoas é uma força espiritual que favorece o encontro em plenitude com Deus: quem não ama o irmão, que esta nas trevas e nas trevas caminha, permanece na morte e não chegou a conhecer Deus.  (Carta I João).

Desse modo, independente da classe social, opção sexual, etnia, de que país veio, ou no que acredita – o que importa é o Amor!

Nesse sentido, Papa Bento XVI diz que fechar os olhos diante do próximo torna-nos cegos também diante de Deus. Esse Papa ainda continua

“A Igreja não evangeliza, senão se deixa evangelizar continuamente. O estudo da Sagrada Escritura deve ser uma porta aberta para todos os crentes.”

Papa João Paulo II, por sua vez:

“Confessar a um Pai que ama infinitamente cada ser humano implica descobrir que assim lhe confere uma dignidade infinita. Confessar que Jesus deu o seu sangue por nos impede-nos de ter qualquer duvida acerca do amor sem limites que enobrece todo ser humano”

Assim, se Deus ama a todos dessa forma inimaginável para qualquer ser humano..como podemos excluir uma ou outra pessoa, por alguma característica diferente?

Mais uma mensagem forte: que acontece muito na família, no trabalho, mas inclusive na Igreja, muitos se acharem o dono da razão ou da sabedoria:

“Não julgueis e não sereis julgados, não condeneis e não sereis condenados. A medida que usardes com os outros será usada convosco” (Lc, 6,36).

Duas grandes questões nos dias de hoje :

  • Inclusão dos pobres
  • Dialogo Social (sociedade de hoje há falta de paciência, de escutar o próximo)

Papa Francisco alerta diante disso tudo:

“ Onde esta teu irmão? Onde esta o teu irmão escravo? Onde esta o irmão que estás matando a cada dia na pequena fábrica clandestina, na rede de prostituição, nas crianças usadas para mendicidade, naqueles que tem de trabalhar às escondidas porque não foi regularizado? Não nos façamos distraídos. Há muita cumplicidade!”

Papa Francisco escreve sobre a homossexualidade (2013):

“O ministro religioso às vezes chama a atenção sobre certos pontos da vida privada ou pública porque é condutor dos fiéis. Mas não tem direito de forçar a vida privada de ninguém. Se Deus, na criação, correu o risco de nos fazer livres quem sou eu para me meter?”

Segundo o Papa: se uma pessoa é gay, procura o Senhor e tem boa vontade, quem sou eu para julgá-la? Estava parafraseando de cor o CIC (Catecismo da Igreja Católica), em que se explica que essas pessoas devem ser tratadas educadamente e não devemos marginalizar. A pessoa não é definida apenas pela sua tendência sexual, não nos podemos esquecer que todos somos criaturas amadas por Deus, destinatárias de um amor infinito. Prefiro que as pessoas homossexuais venham se confessar, que fiquem próximas do senhor, que possamos rezar juntos.”

Papa Francisco sobre as diversidades religiosas:

“Reconhecer, aceitar e conviver com todas as formas de pensar e de ser não implica renuncia de suas próprias crenças”.

Ou seja, conviver com evangélicos, espíritas cardecistas ou umbandistas,  ouvir a opinião deles é uma atitude normal de uma cristão católico.

Tudo acima nos leva ao tema da Misericórdia.

O que é?

É a atitude divina que abraça, é o doar-se de Deus que acolhe. É a carteira de identidade do nosso Deus. Deus da Misericórdia.

Não devemos olhar o outro com a ideia do filho mais velho da parábola do filho pródigo: olhar superior, da razão – Porque a misericórdia de Deus é divina.

E é bom sempre lembrar – Deus faz mais festa por um pecador que regressa ao rebanho, que por 99 justos que não precisam de perdão.

Papa Francisco – Importante: Risco de o Cristão com a psicologia dos doutores da lei apagarem aquilo que o Espírito Santo ascende no coração. Segundo o papa, há Hipocrisia: porque existe uma adesão formal às leis, na quais os homens que vivem agarrados à palavra da Lei,  e esquecem o Amor – Homens que apenas sabem fechar as portas e marcar limites.

Não sejamos assim. Devemos olhar toda a situação com o Primado do Amor.

Mauro Sabino
4º Cursilho para Jovens da diocese de Araçatuba

WhatsApp Image 2017-10-18 at 9.54.13 AM (Copy)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Piacatu – 16/10/2017

Escola Vivencial MCC – Piacatu

Foi com muita alegria que nesta segunda-feira, 16/10/17, recebemos a irmã em Cristo Marlene acompanhada do esposa João e amigos Luciano, Márcia e a filhinha Marina, todos da cidade de Birigui.

22555188_1382519738532317_7483874909188872688_n (Copy)

Marlene fez a comunicação sobre “Os 300 anos da Aparição de Nossa Senhora Aparecida“.

Relatou como os pescadores encontraram a imagem de Nossa Senhora e porque o título de Aparecida.

Falou que Maria quer nos mostrar ao seu filho Jesus e que são 300 anos de muitos fatos e bençãos nas vidas das pessoas. Vários milagres aconteceram durante estes três séculos.

A devoção a Maria nos leva a amar Jesus.

Durante a sua comunicação emocionou os presentes com a sua devoção a Maria e o seu testemunho de vida.

Finalizou com a música do cantor Roberto Carlos – Nossa Senhora.

Que Nossa Senhora continue guiando a vida e a família de nossa irmã em Cristo Marlene.

De Colores!

José Roberto Gomes (Beto)
69º Cursilho para Homens da diocese de Lins

Elizabeth de Lima Lacerda Gomes (Beth)
65º Cursilho para Mulheres da diocese de Lins

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Birigui – 15/10/2017

Escola Vivencial MCC – Birigui

Boa tarde, a todos….

Neste domingo, 15/10/2017, parte dos jovens cursilhistas da cidade de Birigui resolveu fazer um encontro diferente. Um dia de reflexão no zoológico de Bauru.

IMG_20171015_182447_876 (Copy)

O jovem cursilhista Junior Soares preparou uma mensagem com reflexões pausadas, nos mostrando a beleza da criação, a importância e particularidade de cada animal que lá visitamos.

Os jovens organizaram o passeio onde muitos cursilhistas também colaboraram para que o encontro acontecesse.

Foi um momento único e especial que vivenciamos, ver e refletir a grandeza de Deus em cada animal presente naquele zoológico.

Além do passeio, momento de oração e confraternização que fez o domingo, um dia feliz e abençoado!

Jaqueline Alves
3º Cursilho para Jovens da diocese de Araçatuba – 2006

Escola Vivencial MCC – Birigui – 12/10/2017

Escola Vivencial MCC – Birigui

Mensagem: Maria uma mulher moderna
Mensageira: Cristiane Dias

Recebemos em nossa escola as candidatas ao próximo cursilho para mulheres.

WhatsApp Image 2017-10-14 at 12.15.51 PM

Após a apresentação das candidatas, Cristiane Dias nos falou sobre como Maria foi uma mulher moderna, sempre aberta e confiante no plano de Deus.

WhatsApp Image 2017-10-14 at 12.15.45 PM (1)Ela foi uma mulher forte e exemplo para todas as mães, mulheres e feministas.

Através de seu testemunho, Cristiane nos falou como sempre confiou na intercessão de Nossa Senhora e que após a experiência do cursilho, esta confiança aumentou.

Viva Nossa Senhora!

Viva nossa mãe querida!

Carine Cancian Valente
4° cursilho para Jovens da diocese de Araçatuba

Este slideshow necessita de JavaScript.

12 de outubro – festa de Nossa Senhora Aparecida

WhatsApp Image 2017-10-08 at 22.33.41 (Copy)

12 de outubro de 1717. Região do Vale do Paraíba.

Três humildes pescadores buscam nas águas do rio peixes para a recepção do nobre visitante, o Conde de Assumar. Nada conseguiam, senão o aumento do temor por não poderem cumprir o mando da Câmara de Guaratinguetá.

Mas algo estranho aconteceu. O encontro de uma pequenina imagem de barro, da Virgem da Conceição. E, após isso, uma pesca farta!

Devoções, orações, graças, milagres se sucederam… Os simples receberam um especial amparo dos céus. A História mudou o seu curso. Uma História de luta, humildade e fé, presente nos corações dos brasileiros, sob o padroado de Nossa Senhora Aparecida.

Escola Vivencial MCC – Bilac – 10/10/2017

Escola Vivencial MCC – Bilac

Terça-feira, 10.10.2017, recebemos a Beth da cidade de Piacatu, acompanhada do seu esposo Beto, casal exemplo de caminhada na igreja em família, de perseverança, de fé e amor, também grande dedicação aos trabalhos do MCC.

Fizemos a leitura dos cursilhos que serão realizados no Brasil e no mundo, neste final de semana, pedindo orações em alavancas, para que as propostas evangelizadoras de todos eles sejam alcançadas com êxito. Invocamos a presença do Espírito Santo, rezamos as orações do Pai Nosso e Ave Maria, proclamamos e comentamos o evangelho do dia (Lc 10,38-42).

IMG_20171010_195440383

Na sequencia, Beth emocionou todos os presentes com a mensagem: A MATERNIDADE DE MARIA e testemunho da manifestação de Nossa Senhora em sua vida.

Desde a anunciação do anjo Gabriel (Lc 1,26-38), as ações de Nossa Senhora são exemplos para todos os cristãos que desejam seguir os passos de Jesus e um dia merecer um lugar no céu e desfrutar da vida eterna.

A fé católica em Nossa Senhora fundamenta-se nos quatros DOGMAS MARIANO, presentes na bíblia e reconhecidos pela igreja.

1 – Maternidade Divina: A maior glória de Nossa Senhora foi a de ter sido escolhida para ser mãe de Deus, do verbo encarnado. Jesus nasceu de forma humana, sem deixar de ser divino. O CIC ao falar da escolha de Nossa Senhora diz que, desde a eternidade, Deus já havia escolhida para ser a mãe do seu filho (488).

2 – A Imaculada Conceição, não teve pecado original. Santo Agostinho disse: Não se deve tocar na palavra pecado ao se tratar de Maria; e isso por respeito aquela de quem mereceu ser a mãe de Jesus e que a preservou de todo o pecado por sua graça.

3 – Virgindade Perpétua de Maria: Maria é sempre virgem, ou seja, antes do parto, durante o parto e depois dele. O papa João Paulo II disse: Não queira entender pela medicina, porque isso é um milagre. Eis que conceberás a Luz e dará à Luz (Isais 7:14).

Segundo James:

A luz não passa no vidro sem quebrá-lo?

Então, porque Deus não poderia gerar Jesus no ventre de Maria sem rasgar as paredes?

“Para aquele que é extraordinário, todos os fatos são excepcionais.” (Santo Agostinho).

4 – Assunção de Nossa Senhora: Maria foi levada ao Céu de corpo de alma. A igreja sempre acreditou nisso. Mas o papa Pio XII disse: A virgem Maria é mãe de Deus e Imaculada. Ao término da vida terrena, foi levada de corpo e alma para o Céu.

Paz e bem a todos!!!

José João Ricado
31° cursilho para homens da Diocese de Araçatuba – abril/2012

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Araçatuba – 10/10/2017

Escola Vivencial MCC – Araçatuba

«Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada com muitas coisas. No entanto, uma só é necessária»

Nesta terça feira, 10.10.2017, iniciamos os trabalhos do dia, na capela interna da Casa de São Paulo, com as orações e partilha do Evangelho do dia (Lc 10, 38-42) oferecidas aos cursilhos que se realizam nesta semana, no Brasil e no mundo, e também aos aniversariantes da semana.

Na partilha da palavra, a mensagem é para que nossas ações sejam equilibradas. No serviço ao Reino de Deus, temos de ser Maria e Marta. Nelson lembrou-nos do tripé: formação – escuta da Palavra; oração – coração voltado para Jesus; ação – serviço dedicado ao Reino.

Na sala de mensagens, Maira:

  • Anunciou próxima comunicação será “Jesus veio para todos” a ser feita por Mauro.
  • Solicitou alavancas para o próximo cursilho feminino e informou que a reunião preparatória das candidatas do Setor de Araçatuba será na segunda-feira, dia 16, às 20 horas, na Paróquia Imaculado Coração de Maria.
  • Lembrou-nos da importância da participação nos atos de entrada do cursilho na 5ª feira às 19:00h e na missa de encerramento no domingo, às 19:00h.

WhatsApp Image 2017-10-10 at 22.23.08 (Copy)

Na comunicação “Os Títulos de Nossa Senhora”, Alice fez uma pergunta:

Quantos nomes tem a Mãe de Jesus?

Apenas um nome: Maria.

Todavia, na Bíblia também a encontramos com Mãe. Fez citações bíblicas onde a Mãe de Jesus é chamada de Maria e Mãe. Na Bíblia também é chamada por outros nomes: Cheia de Graça – este foi o nome que o céu lhe deu; Serva do Senhor – dado por ela mesma.

Ainda na Bíblia, é chamada por Isabel de Mãe do meu Senhor e Bendita. A partir da exclamação de Isabel, concluímos que todas as denominações dadas a Nossa Senhora não são nomes, mas títulos em função do lugar onde ela apareceu e da sua missão aqui na terra.

Os títulos são ligados às diversas formas de veneração mariana, que podem ser divididas em cinco partes: doutrinas, aparições, vida de Maria, sacramentais e ícones milagrosos.  Sobre essas partes, a mensageira fez vários esclarecimentos, bem como falou sobre os quatro dogmas marianos e sua fundamentação.

A Virgem Maria a quem veneramos com muito amor, nos aponta sempre para Deus para que o adoremos e para vivermos o mandamento maior do amor com nossos irmãos e irmãs. Embora sejam muitos os títulos com os quais a piedade popular venera nossa Mãe, não devemos nos esquecer da mais bela veneração que é imitar Maria. O maior fruto de amor a Maria é imitá-la, pois antes de um belo quadro ela é um belíssimo espelho.

Alice finalizou a comunicação apresentando dois vídeos. Os links para os vídeos são:

Joaquim Benício Peruzzo
58º Cursilho para Homens da diocese de Lins

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro – 09/10/2017

Escola Vivencial MCC – Gabriel Monteiro

101_1087 (Copy)

Nesta segunda-feira, 09/10/17, recebemos em nossa Escola Vivencial, os irmãos em Cristo, da cidade de Birigui, casal Emerson e Cristiane com a comunicação: “MARIA UMA MULHER MODERNA“.

Jovânia Bassi da Silva
13º Cursilho para Mulheres da diocese de Araçatuba

Este slideshow necessita de JavaScript.